Visita - Comerciantes de Pinhão e frutas de época

No sábado dia 12 de abril, realizamos a visita aos vendedores de pinhão que estendem seus meios de comércio da Vila Capivari até o portal da cidade, passando também por algumas faixas em bairros. Nessa ocasião pudemos perceber o compromisso de vários destes comerciantes com a regra básica deste tipo de comércio, que é a não permanência de crianças sem os pais ou responsáveis no local designado, no entanto também encontramos diversas situações contrarias, poucas se compararmos as favoráveis, mas preocupantes, já que o quesito em questão é a segurança do direito a proteção a menores.Verificamos nessa jornada quais pessoas estavam devidamente cadastradas e com suas licenças provisórias, essas cedidas pela secretaria de Agricultura e Abastecimento, com as devidas etapas a serem seguidas, como o comércio de frutos, pinhão e afins em estado de consumos, sem quaisquer tipos de doenças, a não permanência de veículos no local de comércio, bem como o tópico referente a presença de menores nos pontos de venda.Nos deparamos também com alguns casos especiais e inusitados ao passar do portal da cidade, como pessoas não cadastradas e crianças realizando vendas onde o cenário tem apenas a rua de saída da cidade e floresta ao lado, sem nenhum tipo de segurança ou supervisão de pais ou responsáveis.

Abaixo estão algumas imagens dessa visita urbana, com bancas abandonadas, menores desacompanhados e objetos largados nas calçadas.






Comentários