Alcachofra


ORIGEM  Mar Mediterrâneo, em clima de temperado a frio (média de 20 graus C) e áreas úmidas; em regiões mais quentes, apesar de se desenvolver bem, não chega a formar a parte comestível. Antes de desabrochar, a flor (da família do girassol e da margarida), forma uma espécie de cabeça, revestida por folhas, de base carnuda (o “coração” ou “fundo”).
TIPOS → Há vários, de cor e de tamanho, conforme a região em que se desenvolvem.
DICA PARA COMPRAR → Pegue por um dos talos e movimente de maneira suave – se estiver madura, boa para o consumo, ficará flexível e não, rígida.
COMPOSIÇÃO →  - Rica em proteínas e em fibras; - Sais minerais: manganês, potássio, enxofre, silício, magnésio, fósforo, iodo, ferro;  - Vitaminas: A, B 1, B 2, B 3, C; - Ácido Fólico
VALOR ENERGÉTICO :    Cada 100 gramas, cozida, fornecem 16,7 calorias
MODO DE CONSUMO  :  Consome-se inteira, cozida em água ou no vapor, sendo que as partes inferiores podem ser gratinadas, ingeridas cruas, como aperitivo (com azeite, ou limão), ou ainda em saladas. Há inúmeras receitas à disposição dos interessados, sempre de acordo com a criatividade culinária de cada pessoa.
MODO DE PREPARO Colocar 2 litros de água para aquecer. Quando estiver fervendo, juntar suco de um limão e as alcachofras. Deixar cozinhar de 25 a 30 minutos. Para verificar se está cozida, retirar uma das folhas da base; se ela soltar facilmente, estará cozida.
INDICAÇÕES TERAPÊUTICAS : Ajuda a diminuir os níveis do mau colesterol; -  Baixa a pressão arterial; - É diurética;  - Protege o fígado e a vesícula biliar; - É antioxidante; - Reduz o nível do ácido úrico; - Auxilia a digestão; - Considerada de grande poder afrodisíaco (desde o império Romano).

Fonte: http://www.posto7.com.br/hortalicas.htm

Comentários